Anouk, Fellini, Felix, Bebê e FiapitoAnouk, Fellini, Felix, Bebê e Fiapito

“Viagem marcada, um mundo novo a ser descoberto, a promessa de liberdade… seria assim se a gente não sentisse aquele aperto no coração ao deixar nossos pequenos. O que fazer? Levar os cinco gatos a um hotelzinho? Nem pensar! Eles não estão acostumados a sair de casa, e isso poderia mudar toda a dinâmica existente entre eles, além de causar um grande estresse. Pedir pra família cuidar? Hoje em dia ninguém tem tempo. Quem poderia passar em casa todos os dias e dar comida, limpar a caixinha de areia, deixá-los na janela tomando sol, brincar e dar muito carinho? A Fê, claro!!!
Tê-la por aqui cuidando deles foi a decisão mais sábia que nós poderíamos ter tomado. Voltamos e eles estavam felizes, gordinhos como sempre e relaxados! E eu não morri de preocupação enquanto estive fora, porque recebi muitas fotos, vídeos e notícias de todas as visitas pelo whatsapp. E saber o quanto eles estavam bem era tudo que eu precisava.
Obrigada por tanto amor!
Nossa casa, sua casa. Seja sempre muito bem-vinda ao lar dos gatos!” (Maio 2015)

Marina Jordá (Fellini, Anouk, Felix, Bebê e Fiapito)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>